sexta-feira, 27 de julho de 2007

Braga-Guimarães (finalmente?)

Está a ser equacionada a ligação, possivelmente de metro à superfície, entre Braga e Guimarães com o objectivo de cativar passageiros para o Transporte de Alta Velocidade (TAV). O presidente da Câmara Municipal de Braga ficou “agradavelmente e extremamete surpreendido” com a novidade, já que se trata de “um desejo muito antigo”.

Mesquita Machado, que falava à margem da reunião do executivo realizada ontem, esteve há duas semanas com os responsáveis da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte(CCDR-Norte) para fazer um “ponto da situação” sobre o traçado do TAV. “Será um tipo de metro à superfície e o estudo está a ser efectuado pela CCDR-Norte para ser incluído no plano regional”, adiantou o presidente. E atirou: “Esta é uma das possibilidades que está a ser equacionada no estudo”. No entanto, “pode haver outras ligações mas ainda está tudo em estudo, está tudo em aberto”.

Numa primeira fase, informou Mesquita Machado, “o TAV vai fazer ligação Braga-Porto, utilizando a linha existente e a estação actual, com saída numa nova linha que vai fazer a ligação até à fronteira e seguir para Vigo”.
Na segunda fase, acrescentou o autarca, “será construída uma nova estação em Braga, apenas para o TAV, de onde vai partir, também, uma nova linha em direcção ao aeroporto Sá Carneiro, no Porto”.

Mas o “importante”, de acordo com Mesquita Machado, “é que está a ser estudada a ligação Braga-Guimarães que é um desejo antigo”. Até porque “há interesse em canalizar passageiros para rentabilizar o TAV. Se não houvesse TAV com paragem em Braga, quem ia ao Porto para apanhar o TAV para Vigo? Mais valia pegar no carro ou ir de camioneta, demorava menos”, salvaguardou.

in Correio do Minho

2 comentários:

César Gomes disse...

Boas noticias, boas noticias! A ligação a Barcelos e Famalicão também são necessárias, embora Famalicão já esteja ligada a Braga por comboio.

Joao disse...

Então e Barcelos fica à parte nessa história? Se depois da ligação de Porto a Braga e desta a Guimarães, se quer criar uma ligação de Braga à fronteira (e depois Vigo) Barcelos ficará marginalizado. Ao lado de toda e qualquer via...